ter. jun 22nd, 2021
Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


Salve EDL;

Estávamos esta semana falando sobre as leis e como os talmudistas as usam para “manipular Deus” e fazer o que quiserem. A Lógica solitária acaba se tornando hipócrita.

Por exemplo, se uma mulher casada sair mostrando seus cabelos pode morrer; mas os talmudistas resolveram isso com perucas rs.

Ou seja, meteram o louco; visto que a intenção era, em boa parte, disfarçar a beleza e sensualidade, coisa que a peruca até piora, dependendo da mulher.

Há diversos casos como este, em que você vê a hipocrisia, mas não pode fazer nada. Um outro foi confessado por um talmudista neste podcast:

 

Trata-se do Eruv…

Veja:

“No Shabat podemos e devemos fazer uma série de coisas. No entanto, D’us nos proibiu de fazer algumas tarefas ao longo do Shabat. Uma destas é a proibição de retirar um objeto de um “reshut hayachid” (‘propriedade privada’) a um “reshut harabim” (‘propriedade pública’) e vice versa.

E as nossas ruas hoje em dia?Uma vez que as ruas de cidades grandes como a nossa, não preenchem todos os requisitos para serem consideradas “reshut harabim” – ou seja, as ruas não atravessam a cidade de ponta a ponta – não são consideradas “reshutharabim”.Conforme algumas opiniões, as ruas das cidades hoje são consideradas “reshut harabim”. Por isso, há pessoas (Judeus que preferem a Torá do que o Talmud, embora a Torá mande seguir os Sábios – paradoxo) que são rigorosas em não transportar mesmo quando há Eruv.

As pessoas que seguem esta opinião, não transportam nem em Yerushalayim, nem em Benê Berak, nem em Nova Iorque. Contudo, quem segue a opinião citada anteriormente, transporta no Eruv destas cidades, assim como no Eruv dos Jardins, Jardim Paulista, Itaim-Bibi, Pinheiros e Jardim Paulistano. 

No que isto implica?

Uma cidade que tem “reshut harabim”, não se pode transportar em vias públicas e não há nenhuma forma de permitir o transporte nas vias ao longo do Shabat.

No entanto, uma cidade cujas vias são consideradas “carmelit”, estabelecendo-se um Eruv na cidade, permite que se transporte nestas vias. Muitas pessoas conhecem o conceito de Eruv, pois possuem Eruv em seus prédios.

 

O que é o Eruv?

Eruv é uma forma de transformar uma propriedade que não é “reshut harabim”, mas no entanto é utilizada por um público (“carmelit”), em uma grande propriedade privada.

Exemplo: A área comum de um prédio, não é uma propriedade privada – “reshut hayachid” – afinal pertence e circulam todos os condôminos. No entanto, esta área logicamente não se inclui nas definições de um “reshut harabim”. Por conseguinte, esta área é considerada “carmelit” – onde também não se pode transportar no Shabat nenhum objeto.

No entanto, por ser um “carmelit”, por intermédio do Eruv, pode-se transformar esta área comum do prédio em um “reshut hayachid” – propriedade privada. Desta forma, passa a ser permitido transportar nesta área comum do prédio. (Ou seja, eles consideram bairros inteiros como o pátio de seus prédios, conforme verão mais p’ra baixo.)

Como é feito o Eruv?

O Eruv consiste em duas partes:
1) Manter a área cercada e delimitada.
2) Fazer uma sociedade entre todos os condôminos.

Área cercada

Uma condição básica para que um lugar possa ser considerado propriedade privada, é ser cercado. Toda a volta do lugar deve ser devidamente cercada e precisa delimitar as entradas a este local. Há muitas e muitas leis da forma que se deve cercar o local, o que é considerada uma cerca, qual a melhor forma etc. Para isso, deve-se sempre consultar uma autoridade rabínica competente.

No caso de cidades, há também diversas formas de cercá-la. Uma das formas mais simples e muito utilizada em cidades Israelenses e norte Americanas – é a “tsurat hapetach”.

“Tsurat Hapetach”, o que é?

“Tsurat hapetach” significa formas de porta. Ou seja, possui duas ombreiras e uma verga. Coloca-se em toda a volta da cidade formas de portas, uma ao lado da outra – cercando a cidade com portas. Pode-se fazer esta forma de porta com madeira, mas torna-se muito difícil fazer ao longo do perímetro de uma cidade que pode chegar a muitos kilometros. Por isso, geralmente utiliza-se dois postes, que tem no seu topo um prego, ou dois em formato de “V” ou um anel e um fio passa de um poste ao outro, passando pelo topo dos postes. Os postes são as ombreiras e o fio, a verga da porta. Centenas de postes com fios passando pelo topo deles, formam em torno da cidade uma cadeia de portas que cercam a cidade.

Outra forma de cercar é aproveitar as próprias construções da cidade. As cercas das casas e prédios que estão no limite da cidade, servem como cerca da própria cidade. Faltando assim apenas cercar as esquinas das ruas que estão continuam para fora da cidade. Nestas esquinas, pode-se fazer o sistema de “tsurat hapetach”, colocando um poste de cada lado da rua, encostados na cerca das casas, passando o fio pelo topo destes postes. Desta forma a cidade está cercada pelas cercas das casas e nas esquinas em torno da cidade há “tsurat hapetach”.

Sociedade entre os condôminos

A segunda condição para transformar aquela área em propriedade privada, é fazer uma sociedade entre todos os condôminos. Esta sociedade é feita com alimentos. Compra-se um pão grande (há medidas exatas na lei) que passa a pertencer a todos os condôminos. Este é deixado em um dos apartamentos, de forma que se os condôminos quiserem sentar juntos e comer uma refeição conjunta, possuem um alimento em sociedade. É muito comum se usar para este fim uma caixa de matsot, pois sua validade é extensa e pode-se mantê-la ao longo de Pêssach. (olha que meteção de louco!! Você compra um pão, fala que é de todos, e pronto. Tem sociedade. Afonsinhos kk)

Eruv de uma cidade

Para o Eruv de uma cidade, costuma-se usar uma caixa de matsá – e esta fica geralmente na sinagoga, para que todos os moradores tenham acesso a ela.

Precisa fazer Eruv na cidade inteira?

Não. É permitido e possível fazer Eruv apenas em um bairro. Logicamente as pessoas precisam tomar cuidado para somente transportar nas áreas internas ao Eruv.

Se o fio partir?

Se o fio que passa pelos postes de “tsurat hapetach” partir, torna-se proibido transportar nas vias do Eruv. Por isso, às sextas-feiras, um encarregado faz uma volta por todo o Eruv para verificar se este está em ordem, consertando eventuais rompimentos.

Bairros de S. Paulo que contam com Eruv

Agora além dos Jardins e Jardim Paulista, os bairros do Itaim-Bibi, Pinheiros e Jardim Paulistano também contam com um Eruv, que permite carregar (objetos permitidos, não muktsê) em vias públicas no Shabat!

A BDK mais uma vez em prol da comunidade de São Paulo torna-se pioneira em estabelecer o primeiro Eruv no Brasil. Agora, em parceria com o Rabino Shalom Ber Gourarie, Rabino Yossi Schildkraut e Rabino Yossi Alpern, a BDK expandiu o Eruv. O Eruv circunda praticamente todo o quadrilátero formado pelas avenidas e ruas (não incluindo todas elas): Paulista, Juscelino Kubitschek, Marginal Pinheiros e Cardeal Arcoverde. As construções foram usadas como parte da cerca, e nas esquinas foram estabelecidas “tsurat hapetach” fechando assim a área para o Eruv. A caixa de matsot fica na residência do Rabino Havlin shelit”a.

Todo o projeto foi feito sob supervisão de uma das maiores autoridades no assunto – Rabino Shmuel Havlin shelit”a.

Portanto, a partir de Shabat – Parashat Vayeshev, dia 20 de Kislêv de 5774, 23 de novembro de 2013 passa a ser permitido transportar no Shabat, em toda a área delimitada no mapa do Eruv. Logicamente que em todas demais áreas da cidade, que não tenham eruv, é proibido transportar no Shabat.

Vale ressaltar que só é permitido transportar dentro do Eruv objetos que podem ser movidos no Shabat, como roupas, alimentos, livros, chaves e brinquedos. No entanto, é proibido transportar mesmo no Eruv, objetos que são “muktsê”. Por exemplo: guarda chuva, carteira, dinheiro, caneta, celular etc.

Atenção:

Observe bem o mapa para saber quais ruas e esquinas fazem parte do Eruv. Ao andar nas ruas, onde se encontram as “tsurat hapetach”, observem para não transpassá-las, pois elas indicam ser o limite do Eruv. Como dependemos da autorização dos edifícios para fazer as “tsurat hapetach”, algumas esquinas ficaram fora do Eruv. Por exemplo, a Al. Santos, entre a metade do quarteirão da rua Haddock Lobo e a rua Pde. João Manuel – está fora do Eruv. (O Hotel Renassaince está dentro do Eruv).

CUIDADO!

Sempre observar onde passa o fio do Eruv! Tomar muito cuidado para não transpassá-lo carregando qualquer objeto no Shabat. Em algumas ruas o fio passa na diagonal. Prestar atenção para andar apenas na calçada interna do Eruv. Da mesma forma, tomar cuidado para andar na calçada dentro dos limites do fio.

 

Eruv nos bairros mais ricos de São Paulo, (e do Brasil):

Ou seja…

Eles consideram bairros inteiros como seus, como propriedades privadas, utilizando um fio que os cerca, e tendo certo controle sobre todos os imóveis. Se nos aprofundarmos, vira teoria da conspiração. rs.

Dessa forma, eles podem transportar coisas durante o Shabat… ¬¬

Quer dizer, Deus faz uma Lei para que você não se esforce no Sábado, descanse, não trabalhe. Só pode carregar coisas em casa. Aí os caras vão lá, compram tudo, dão um pão p’ra quem não vender, cercam com um fio, chamam de casa e podem transportar normalmente como se a Lei não existisse -.- kkkk, quer mais luciferiano que isso?

É interessante, foi necessário que Rabinos criassem essas Leis em determinados Momentos; tanto para sobreviverem como Povo, quanto para demonstrarem o porquê da Misericórdia ser mais Justa que as Leis.

 

Luz p’ra nós

 

 

 

Compartilhe a Verdade:


5 2 votes
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:





Subscribe
Notify of
42 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Victor Hugo B. de Melo
Editor
06/05/2021 11:57 am

Post top como sempre. Esses talmudistas gostam de se acharem espertinhos né? Quero ver quando a própria inteligência os fizerem de tolos. Luz p’ra nós

Lucas Schwarzbold
Reply to  Victor Hugo B. de Melo
06/05/2021 12:59 pm

Luz pra nós!

Arthur Luighe
06/05/2021 12:14 pm

E se a gente sair tirando esse fios? 🤣🤣🤣 Será que quebra o mercado de São Paulo?

Priscila Ferreira dos Santos
06/05/2021 12:13 pm

Luz p’ra nos!

Gutemberg Lima dos Santos
06/05/2021 1:47 pm

kkkkkk caraio, os caras são brabos ksksk

Mateus Oliveira
06/05/2021 2:12 pm

kkkk, quer mais luciferiano que isso?”. Gratidão Mestre pelo post e todo o conhecimento! LPN

Leandro Quantum Oliveira.
Admin
06/05/2021 2:45 pm

Esse rabino aí da entrevista é um cara de páu em rs, nem conheço, tô falando pelo vídeo mesmo.
Muito bem posicionado o texto, esses afonsinhos tão ferrados rsrsrs, Luz p’ras nós 🍎

Last edited 1 mês atrás by Leandro Quantum Oliveira.
Wesley Basilio
Reply to  Leandro Quantum Oliveira.
06/05/2021 6:07 pm

Ele é muito cara de pau, ja assisti alguns videos dele.

Freit EDL
06/05/2021 2:28 pm

mano essa foi sensacional.. Stonks!! kkkk

Matheus Reis Carmesini
Editor
06/05/2021 2:32 pm

o Rogerio Vilela pergunta: ”vocês nao estao enganando Deus nao ?” kkkkk, os caras mudam as leis de acordo com seus interesses, os talmudista seguem suas proprias leis! luz pra nós!

Wesley Basilio
Reply to  Matheus Reis Carmesini
06/05/2021 6:08 pm

Jeitinho talmudico

Dri
Dri
06/05/2021 2:36 pm

Caraca…

Eles vão dando um jeitinho pra permanecerem sendo os donos de tudo na camufla, “as escondidas”.

Compartilhando. Gratidão luz pra nós 💜

Daniela Cristina
Editor
06/05/2021 2:56 pm

Ai me vem um Afonsinho da vida dizer que segue as Leis kkkkkkkkk porra! Mas realmente Mestre, o erro deles só mostra o quanto dependemos da Misericórdia de Deus! Gratidão pelo excelente post!

Last edited 1 mês atrás by Daniela Cristina
Silvia Cristina Rodrigues
06/05/2021 4:18 pm

Interessante Mestre! Me lembrei de um filme desse povo que assisti esses dias, só não recordo o nome. As mulheres usavam perucas para sair, fiquei curiosa sobre o porque, e me esqueci de pesquisar! Grata pelo post, Top 🌟 LPN

Marcio Alves Otero Barco Jr
06/05/2021 1:14 pm

Luz p’ra nós

Wesley Basilio
06/05/2021 6:27 pm

Interessante o post, peroba para esses caras de pau

Maria Fernanda
06/05/2021 6:40 pm

Caraca, não fazia ideia disso Mestre rsrs “Vocês não estão enganando Deus não?” kkkk Gratidão por mais um espetacular post, sem palavras. Luz p’ra nós!

José Ricardo Dos Santos
06/05/2021 6:07 pm

Luz p’ra nós.

Matheuzin
06/05/2021 8:49 pm

Jkkk jeitinho talmudeiro

Josimar Lima
Editor
07/05/2021 10:33 am

Mano do céu KKK … Talvez na cabeça deles , Deus esteja os aplaudindo por tamanha criatividade… Mas nós sabemos q isso é hipocrisia , usam o paradoxo para ludibriar Deus como se pudessem pois estamos aqui! Luz p’ra nós!

Catarina Melo
Admin
07/05/2021 1:26 pm

Tanto cômico quanto lamentável…. Não sei como eles conseguem achar q vão passar batido pelos olhos de Deus, tentando driblar com suas artimanhas… Piada mesmo!
Luz p’ra nós!

Romário Vieira
07/05/2021 3:17 pm

Luz p’ra nós!

06/05/2021 8:40 pm

Esses talmuldistas se acham muito espertos “metendo o loko” e desprezando o fato de q Deus é Vivo!
Gratidão Mestre pelo post muito fodah em que aprendi muito.
Muito obrigado meu Rei!
Luz p’ra nós 🍎

Last edited 1 mês atrás by dayllon13
Kaique
06/05/2021 9:48 pm

Que texto incrível mestre!! Luz p’ra Nós!

Rogerio Souza
Admin
06/05/2021 10:25 pm

Quanto mais ortodoxo mais bizarro. Os tempos mudaram muito.

Williams Rodriguez
06/05/2021 11:29 pm

Eles mudam as leis de acordo com os interesses deles KKK

Miryam Yoshiko
Admin
07/05/2021 1:58 am

Que loucura meu Deus.. Como assim, na cara dura mesmo? Me surpreendi!! Nem sei o que falar rsrs

Pedro Gontijo
07/05/2021 5:11 am

Mete muito o loco esses rabina, tá doido

W.Silva
07/05/2021 1:06 pm

Luz p’ra nos!

Edson Junior (Junior)
07/05/2021 4:03 pm

Luz p’ra nós!

Maísa Sousa
07/05/2021 5:56 pm

eles se perdem em suas proprias leis

Rômulo Matheus Lins
07/05/2021 7:37 pm

Luz p’ra nós!

Mateus Silva
07/05/2021 9:21 pm

Luz p’ra nós!

Gustavo Kraemer
07/05/2021 10:14 pm

Muito bom.
Luz pra nós!

Bruno Davi Moquiute
08/05/2021 10:15 pm

Luz para nós!!!

Bruno Davi Moquiute
08/05/2021 10:19 pm

Gratidão pelo post, Luz para nós!!!

André Dias
08/05/2021 11:11 pm

Q doidera! Muito bom!
Luz p’ra nós !!!

Gustavo Borba
09/05/2021 9:18 pm

Luz p’ra nós!

Sávio
10/05/2021 11:22 pm

luz p´ra nós irmãos

Shirley Oliveira
11/05/2021 6:18 pm

Gratidão!
Luz p´ra nós.

Leonardo Moreira
11/05/2021 9:22 pm

Luz P’ra Nós!

Michelly
Admin
16/05/2021 7:41 pm

rs achei engraçado, os luciferianinhos kkk.

Mas como fala no final do texto que tudo está em prol de servir a Deus, mostrando que a Misericórdia é mais justa que as leis.

Luz p’ra nós!

error

Seja caminho para a Verdade

42
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas