ter. jun 22nd, 2021

Orquestra revaloriza instrumentos ancestrais de culturas originárias das Américas

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


Aliando tradição e tecnologia, o projeto, fundado em 2004, pelas mãos de Alejandro Iglesias Rossi e Susana Ferreres, diretor e vice-diretora da Escola de Criação Musical, Novas Tecnologias e Artes Tradicionais, é resultado de um intenso trabalho de pesquisa histórico-musical realizado na Universidade Nacional de Tres de Febrero (UNTREF), na Argentina.


O projeto conta com a participação de docentes e alunos da Escola e das licenciaturas em Artes Eletrônicas e em Música, que, em suas performances, tocam desde a música popular de América até a música electroacústica contemporânea.
O espetáculo visa representar as simbologias e as mitologias da cultura americana através de instrumentos autóctones, próprios e originários de uma região, como o ehecatl maia, o pututu inca, o teponaztli e o huehuetl astecas.

Segundo o fundador Alejandro Rossi, a ideia básica é ao mesmo tempo resgatar a sonoridade e o uso de instrumentos que haviam sido esquecidos, e propiciar uma abordagem integrada dos vários componentes da música, incluindo a sonoridade, a cenografia, a coreografia e o figurino; a pesquisa e reconstrução de instrumentos; a reflexão crítica; a mitologia subjacente às artes tradicionais ameríndias, e a transmissão dos saberes.

Sua estética incorpora elementos de uma larga gama de referenciais que vão da música indígena e popular à vanguarda eletroacústica.
Em suas palavras, trata-se “de fortalecer uma identidade regional e enfrentar a hegemonia”, para que “a América seja descolonizada através da música”.


Cada um dos membros da orquestra forma um “músico integral”, dizem eles, tal como se concebia essa “visão tradicional” que defendem.

“São pesquisadores que recuperam instrumentos, aprendem a tocá-los, compõem com eles e ensinam a tocá-los”, explicou Iglesias Rossi, cercado de máscaras indígenas, enquanto um dos solistas toca um apito da cultura asteca.

O instrumento, que produz um som estridente, era utilizado por este povo guerreiro para aterrorizar os inimigos.
Destacam-se formatos de animais, como uma arara que soa com um leve balançar, fazendo com que o ar passe por dentro da argila, e também totens moldados com enorme cuidado. Há ainda um instrumento que lembra uma escultura duas mulheres, que, quando cheio de água, produz sons únicos ao ser manuseado.


Lucas Mattioni, integrante da orquestra, explicou que os músicos alcançaram uma sonoridade “muito rica” com cada peça, seguindo às vezes o caminho “mais intuitivo” para construí-las, como faziam os artesãos há centenas de anos.

No entanto, o grupo lamenta o fato de muitos considerarem que “a música séria é a música acadêmica, e o resto é pejorativamente folclore ou artesanato, não arte”, como afirmou outro integrante, Iglesias Rossi.

“Não se pode conceber unicamente um instrumento que soe, como seria hoje uma orquestra sinfônica. Este não era o pensamento dessas tradições autóctones que consideravam que o impacto estético de um instrumento que carrega consigo a simbologia e a mitologia dessa cultura é tão importante (quanto o som)”, ressaltou.


Por isso, os músicos afirmam que o projeto não tem como objetivo “fazer música”, mas tem princípios “culturais”, “espiritual” e inclusive “político”, para “mostrar que outro mundo era e é possível”.

A “fusão” entre ritmos de diversas culturas provoca para estes luthiers “cruzamentos absolutamente naturais”, em consequência da conexão “espiritual” que uniu ao longo da história a humanidade e fez com que instrumentos muito similares fossem utilizados em diferentes partes do mundo.


“As culturas estão unidas, são irmãs, não têm essas guerras, essas distâncias que os países podem ter, as políticas e outros interesses, por isso é absolutamente emocionante poder uni-las” em um espetáculo, concluiu Susana, diretora de artes cênicas da orquestra.

 

Confira mais abaixo:

 

Luz p’ra Nós

 

Portais
 Fortaleça no merch.
escoladelucifer.com.br
unebrasil.org
unebrasil.com.br
unebrasil/livrolucifer
querovencer.unebrasil.com.br
congressodigital.unebrasil.com.br

Compartilhe a Verdade:


5 1 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:





Subscribe
Notify of
18 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
José Ricardo Dos Santos
14/05/2021 2:34 pm

Luz p’ra nós.

Daniela Cristina
Editor
14/05/2021 3:41 pm

Muito HU! <3 Bem legal o trabalho deles! Gratidão <3

Romário Vieira
14/05/2021 7:45 pm

Luz p’ra nós!

Silvia Cristina Rodrigues
14/05/2021 8:57 pm

Legal demais!
Luz p’ra nós💫

Matheuzin
14/05/2021 10:06 pm

Luz p’ra nós 🍎

Maria Fernanda
14/05/2021 11:13 pm

Que demais… resgate incrível! Luz p’ra nós!

Matheus Reis Carmesini
Editor
14/05/2021 11:53 pm

Luz pra nós!

Leonardo Moreira
14/05/2021 11:53 pm

Gratidão.
Luz P’ra Nós irmão

TheusRick
15/05/2021 7:07 am

Resgate cultural Luz p’ra nós.

Maísa Sousa
15/05/2021 9:35 am

luz pr’a nós

Rômulo Matheus Lins
15/05/2021 1:04 pm

Luz p’ra nós!

Williams Rodriguez
18/05/2021 11:22 am

Luz pra nós!

Daniel Lucas
19/05/2021 9:45 am

Luz p’ra nos!

Rayana Uraniel
30/05/2021 6:00 pm

Maravilhoso🙏🏼 Luz p’ra nós

Eduardo Francisco
08/06/2021 8:13 pm

Luz p’ra nós!

Shirley Oliveira
10/06/2021 4:14 pm

Luz p’ra nós 🙏🏻✨

Shirley Oliveira
10/06/2021 6:19 pm

Luz p’ra nós

Joyce
14/05/2021 6:36 pm

Luz p’ra nós!

error

Seja caminho para a Verdade

18
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas