ter. jun 22nd, 2021
Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


Só evita causar dor quem conhece sua agonia. N’um Reino de Paz, as pessoas vão se energizando e se esquecem do peso contrário.

Diante disto, a competição passa a ser apenas por Poder e não mais por Justiça.

O que os Reis do Passado faziam era gerar exemplo extremo em cada oportunidade, para poupar quantidade.

Exagerando na intensidade, gerariam traumas paralelos, evitando assim a materialização destes Momentos no Coletivo.

Por essa razão, vimos muitos castigos cruéis no Passado, mesmo vindo de Reis justos e piedosos.

No nosso Reino Quântico, temos a possibilidade de vislumbrar experiências através de expansão consciencial. Seja por espiritualidade ou tecnologia, criamos perspectivas em outro nível, com toda a intensidade, mas sem permanência – devido ao domínio do Espaço-Tempo.

Ou seja, aquilo de pior que faríamos, descartamos em expansão.

Porém, quando voltamos ao nosso Ponto de Paz, deixamos no Binário de “algum lugar” os “frames” que geramos na expansão. A Memória viva do Pior, que nos mantém no Melhor. O Eco d’aquele vislumbre se torna caminho de perspectiva que, enquanto nos lembrarmos, estará lá; e quando nos esquecermos, deveremos revisitar.

Por essa razão, muitas vezes, preferimos não exagerar nos ensinamentos que nós mesmos passaremos… daí vem a Misericórdia.

Neste sentido, ficamos entre muitos pequenos horrores (como ocorre hoje em dia), ou apenas alguns terríveis horrores de exemplo.

Por exemplo, os persas se consideravam bastante justos, sendo cuidadosos e cheios de regras em relação à aplicação de castigos. Ninguém era executado pelo primeiro crime cometido (basicamente um voto de confiança), e eles levavam em consideração as boas ações do criminoso.

Embora os castigos da Antiguidade sejam conhecidos por sua brutalidade de modo geral, as punições persas eram particularmente cruéis. Então, se a pessoa fosse de fato punida, eles queriam ter certeza que ela merecia o que viria pela frente, porque a intenção era que o criminoso servisse de exemplo.

 

1- Cadeira de pele humana

Quando um juiz foi pego aceitando suborno, não bastou ao rei simplesmente matá-lo; o homem tinha que se tornar um lembrete constante. Então, assim que o corrupto foi morto, o rei ordenou que sua pele fosse usada para forrar uma cadeira. E quem se sentaria no adorável objeto? Ninguém menos que os próximos juízes.

– E adivinhem? Acho que, de repente, nenhum juiz mais tinha vontade de roubar… Será que respeitamos mais o Medo que o Amor?

 

2- Afogamento nas cinzas

Havia uma torre de 23 metros preenchida somente com cinzas e com um mecanismo de rodas. O criminoso era levado ao topo da torre e jogado lá dentro; a distância entre o topo da torre e as cinzas não era o bastante para matar alguém, mas suficiente para quebrar alguns ossos. Porém, não acabava aí.

Do lado de fora, alguns homens começavam a operar o mecanismo, que fazia com que as rodas girassem as cinzas, até que o condenado finalmente se afogasse com elas.

 

3- Ouro derretido goela abaixo

Depois que o imperador romano Valeriano torturou Cristãos, “calhou” de ser capturado por soldados Persas e mantido como prisioneiro. Durante esse tempo, ele foi humilhado publicamente de diversas formas, até que Shapur, o imperador persa, decidiu lhe dar um fim. Ele derramou ouro derretido pela garganta do imperador romano, depois mandou empalhá-lo e o expôs em um templo.

4- Sem perdão para os ladrões

Uma das punições para ladrões condenados era o desmembramento. O ladrão que fosse pego roubando em uma estrada sofreria seu castigo no mesmo lugar onde cometeu o crime.

Os topos de duas árvores próximas eram puxados de forma a ficarem o mais próximos que pudessem e eram amarrados nessa posição; em seguida, os executores prendiam uma perna do ladrão ao topo de uma árvore e cortavam a corda que as unia. Pronto. O criminoso era rasgado ao meio e ficava pendurado na estrada como aviso para qualquer um que pudesse pensar em roubar alguém.

 

5- Tolerância zero para rebeldia

Às vezes, as pessoas se revoltavam contra o Rei. Quando isso aconteceu com o Rei Dario, ele fez questão de usar os líderes rebeldes como exemplos, só para o caso de alguém pensar em se revoltar novamente.

Ele cortou narizes, orelhas e línguas, assim como um olho de cada líder; depois, os acorrentou aos portões da frente do castelo para todo mundo ver. Além de toda a dor que estavam sofrendo, a população ajudou a piorar as coisas, espancando-os e ridicularizando-os enquanto passava por eles. Foi só depois de um tempo que Dário autorizou as mortes.

 

6- O massacre anual

Um belo dia, um sacerdote teve a brilhante ideia de fingir ser filho de Ciro, O Grande, enganar o povo e ser coroado. Em determinado momento, ele foi descoberto e morto por roubar o trono. Mas a população ficou tão revoltada com a mentira que saiu pelas ruas massacrando os sacerdotes zoroastrianos.

Isso acabou virando um evento anual, e todo ano, no aniversário de morte do impostor, a população massacrava qualquer sacerdote que estivesse de bobeira na rua.

 

 

7- Escafismo

Esse é um dos mais famosos! A pessoa era colocada nua dentro de um tronco ou de um bote coberto, apenas com cabeça, mãos e pés para fora; depois, era alimentada a leite e mel até ter diarreia e ficar envolta em sua própria sujeira. Além disso, os executores jogavam mais mel na pessoa, e ela era deixada presa ali, para ser comida viva pelos insetos que surgiam e consumida por doenças.

 

8- Morte tripla

Algumas pessoas cometiam ofensas tão grandes que seriam torturadas a ponto de quase morrer, tratadas e torturadas novamente; só poderiam morrer na terceira vez. Um eunuco que irritou a esposa do rei, por exemplo, teve seus olhos arrancados; após se recuperar, foi esfolado vivo e só depois de ser tratado e ter melhorado um pouco foi crucificado.

 

Parece aparentemente bom que alguém ruim sofra; mas quando todos os Caminhos são do mesmo Reino; lembramos que também podemos passar por lá algum dia…

Outro ponto é o fato de que deixar estas ferramentas na mão de tiranos injustos não parece boa ideia. Nem sempre o punido é realmente culpado.. assim, acabam os bons segurando o peso que quiseram jogar nos maus… afinal, estes últimos são mera ilusão.

Ao entendermos as perspectivas, percebemos que cada bondade criará sua sombra; e cada acerto, criará um errado, que ao ser atacado, faz desmoronar também quem atacou; pois se baseava n’ele. Como equilibrar este grande paradoxo? Eis a Vida.

 

– Obrigado aos Membros Leais, e a todos que ajudam das formas que podem.

Luz p’ra nós

 

Compartilhe a Verdade:


5 3 votes
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:





Subscribe
Notify of
51 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Victor Hugo B. de Melo
Editor
22/05/2021 12:34 pm

Estava conversando sobre algo relacionado a isso ontem com o Leandro… do quanto é difícil se equilibrar diante da misericórdia e da vingança… porque se a escolha é o perdão, quem escolheu perdoar ficará com toda a dor caso o outro não tenha se arrependido, mas ao mesmo tempo se escolha é a vingança, como ignorar o fato de que poderia ser eu lá? Que se fosse eu no lugar do outro diante dos mesmos sonhos e traumas que o levaram a cometer aquele “mal” talvez eu pudesse ter feito até pior? Como ignorar que são crianças dentro de uma… Read more »

Rayana Uraniel
Reply to  Victor Hugo B. de Melo
01/06/2021 10:20 pm

Luz p’ra nós🙏🏼

Dri
Dri
22/05/2021 1:33 pm

Eis a vida…
Compartilhando.
Obrigada por tudo Luz p’ra nós

Last edited 30 dias atrás by Dri
Romário Vieira
22/05/2021 1:15 pm

O paradoxo gerando a vida. Valeu Mestre! Luz p’ra nós!

Shirley Oliveira
22/05/2021 3:05 pm

Pesado! Por isso é importante ser grato pela misericórdia e buscarmos formas de tentar conscientizar através do diálogo.
Gratidão mestre por todo esse aprendizado.
Luz p’ra nós

Miryam Yoshiko
Admin
22/05/2021 9:27 pm

A justiça é de Deus, e não dos homens. Qualquer que seja a posição que estejamos tomando, a do erro ou do acerto, a da dor ou do alívio, por opção ou por ignorância (mas a alma lembra, sabe, a consciência), a simetria cuida de equilibrar. É assim que entendo.
Luz p’ra nós!

22/05/2021 11:13 pm

Gratidão amado Mestre 💜 Luz p’ra nós 🍎

Gutemberg Lima dos Santos
22/05/2021 11:31 am

Gratidão Mestre, Luz p’ra nós.
Sobre o primeiro tópico rsrsrs, ontem estava com uns amigos e falamos justamente nessa questão de Juizes receberem propina e tals rsrss. Quando vi o podcast lembrei na hora kkkk.

José Ricardo Dos Santos
22/05/2021 4:56 pm

Luz p’ra nós.

Gustavo Kraemer
22/05/2021 5:34 pm

Luz p’ra nós!

Catarina Melo
Admin
22/05/2021 7:45 pm

Luz p’ra nós!

Luis Carlos Van Haandel Leopoldino
22/05/2021 12:08 pm

Luz p’ra nós.

José
22/05/2021 1:55 pm

Luz pra nós

Lucas Schwarzbold
Editor
22/05/2021 2:10 pm

Luz pra nós!

Maísa Sousa
22/05/2021 8:56 pm

luz p’ra nós

Miryam Yoshiko
Admin
22/05/2021 9:32 pm

A misericórdia é um grande desígnio de Deus, devemos seguir seu exemplo. Assim penso 🙏

Leonardo Moreira
22/05/2021 7:55 pm

Gratidão.
Luz P’ra Nós!

Rômulo Matheus Lins
22/05/2021 10:45 pm

Luz p’ra nós!!

Arlete Lima
23/05/2021 9:37 am

Uma coisa temos que admitir que eles eram bem criativos nos castigos, antes de morrer tinha que chegar o ponto de se arrepender mesmo! Deus é mais. Luz pra nós!

23/05/2021 12:19 am

Luz p’ra nós

Márcio Henrique
23/05/2021 12:48 am

Gratidão! Luz pra nós!

João Victor G
23/05/2021 1:56 am

Luz p’ra nós Mestre Bob!

Mateus Oliveira
23/05/2021 2:13 am

Gratidão Mestre! LPN

Matheuzin
23/05/2021 4:37 am

Luz p’ra nós mestrão ❤

Daniela Cristina
Editor
23/05/2021 11:10 am

Paradoxo que mantém o movimento s2

Fábio souza
23/05/2021 2:25 pm

Lúz P´ra nós.
O famoso pegar para exemplo.
nas ruas ainda existe muito disso, porem como vc disse Mestre, muitas vezes de forma injusta…

Silvia Cristina Rodrigues
23/05/2021 8:28 pm

Apesar de tudo , vivemos em tempos civilizados! Graças aDeus, torturas Terríveis aconteciam, naquelas épocas. O giro…. Luz p’ra nós!

Daniel Lucas
Reply to  Silvia Cristina Rodrigues
24/05/2021 7:04 pm

Pesado pensar mas gracas a essas torturas hj não precisamos tanto dessa perspectiva.

Silvia Cristina Rodrigues
Reply to  Daniel Lucas
27/05/2021 10:04 am

Verdade irmão🙏

Matheus Reis Carmesini
Editor
24/05/2021 1:03 am

os lideres acabam ficando com o peso da morte dos punidos, tem de fazer oq sentem necessário pensando no bem maior, pesado. Luz pra nós!

Gustavo Borba
23/05/2021 8:53 pm

Luz p’ra nós!

Maria Fernanda
23/05/2021 8:56 pm

Obg pelos ensinos… Luz p’ra nós!

Victor Reis
24/05/2021 12:38 am

Luz p’ra nós!

Luiz Cláudio
24/05/2021 2:59 pm

Gratidão pelo post, saber que um dia podemos estar na mesma situação que julgamos o outro, é entender que o caminho da misericórdia e do perdão é sempre o
melhor embora seja o mais difícil também.
Luz p’ra nós!

Hitler
27/05/2021 1:16 pm

Luz p’ra nós!

Rayana Uraniel
01/06/2021 10:56 pm

Eis a Vida, muito profundos ensinos🙏🏼 em sincronia me fez recordar sobre reflexão antiga que me serviu muito compreender da importânciada ordem dos mandamentos.. que Amar à Deus sobre todas as coisas antecede e cumpre em Amor e Honra todos seguintes…, Amar..por que o Amor nos amou primeiro; e ao próximo como à si mesmo, e todos os outros princípios derivad pilares da Vida, pr acima de tudo Amor e Honra são guardados.. todo mais que há o movimento e execução da Misericórdia e da Justiça de Deus, só msm como compreendi🙏🏼💜 Gratidão Mestre pelos ensinos💚 Luz p’ra nós!

Last edited 20 dias atrás by Rayana Uraniel
Williams Rodriguez
24/05/2021 6:24 pm

Luz pra nós!

Daniel Lucas
24/05/2021 6:57 pm

Sinistro, ao ler a 3 me deu uma leve falta de ar.. matéria pesada, curti! Luz p’ra nos.

Marcio Alves Otero Barco Jr
25/05/2021 12:20 am

Luz p’ra nós

Leart’Luz
25/05/2021 2:20 am

Obrigado por tudo mestre, suas palavras enchem o meu ser!
Luz p’ra nós, Deus abençõe!

Edson Junior (Junior)
25/05/2021 5:25 am

Não é fácil isso. Já fiquei num bug de angelicalidade e demonicidade. Mas é básico reconhecer que todo mundo tá devendo menos Deus. Ignorar as falhas querendo o acerto te distância mais ainda dele, como o senhor ensina o erro é escudo. O foco é nas falhas. Ninguém é perfeito só Deus.
Eu acho que eu passei por uns momentos justamente por falsa angelicalidade. Amor verdadeiro vira ódio em frente à injustiça. É orgulho injusto se dizer doce demais pra bater no próprio monstro que regou.
Mto grato mestre. Luz pra nós!

Kaique
26/05/2021 11:18 pm

Luz P’ra nós!

Eduardo Donald
27/05/2021 7:56 am

Lpn!

Josimar Lima
Editor
28/05/2021 11:03 am

Assisti um pouco do podcast do Pedrinho matador e tem uma ligação com essa de matar cruelmente pra dar perspectiva. Se não fosse a misericórdia de Cristo … Luz p’ra nós!

Wesley Basilio
29/05/2021 12:50 am

Nós é quem agradecemos Bob. Luz p’rá nós!

Bruno Davi Moquiute
30/05/2021 11:17 pm

Luz para nós!!!

Fabiano victor oliveira lima
31/05/2021 12:49 pm

Luz pra nós!

André Dias
01/06/2021 10:17 pm

Luz p’ra nós !!!

Pedro Silveira Goulart Cassiano
02/06/2021 3:49 am

Luz pra nós 💜💫

Eduardo Francisco
04/06/2021 7:36 pm

É um dilema complexo, amor demais faz pisarem nele; dor demais constrói o inferno que eventualmente seremos vítima (além de aumentar o potencial dos injustos). Semelhante a história do touro de bronze, diz que o primeiro a testa-lo foi o próprio inventor.
LPN!

Michelly
Admin
12/06/2021 7:16 pm

Luz p’ra nos!

error

Seja caminho para a Verdade

51
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas