Laser gera eletricidade mais rápido que qualquer outra técnica

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


Laser gera eletricidade

Pegue um fio cerâmico mil vezes mais fino que do que um fio de cabelo humano e instale-o ligando dois eletrodos metálicos.

A seguir, dispare sobre o fio um pulso de laser que dura um milionésimo de um bilionésimo de segundo – também conhecido como femtossegundo21, ou 10-15segundo.

Coisas notáveis vão acontecer – coisas que até agora não eram bem compreendidas.

O material vítreo transforma-se brevemente em algo semelhante a um metal, e o laser gera um “estouro” de elétrons, que saem em disparada como se fossem uma manada – em outras palavras, o laser gera uma corrente elétrica.

E isso acontece muito mais rapidamente do que qualquer forma conhecida de gerar eletricidade na ausência de uma tensão aplicada. Além disso, a direção e a magnitude da corrente podem ser controladas simplesmente variando a forma do laser, ou seja, sua fase.

“Você não poderá construir um carro usando isso, mas poderá gerar correntes mais rápido do que nunca.

“Você será capaz de desenvolver circuitos de alguns bilionésimos de metro de comprimento [nanoescala] que operam em uma escala de tempo de um milionésimo de bilionésimo de segundo [femtossegundo].

“Mas, mais importante, este é um exemplo maravilhoso de como a matéria pode se comportar de forma tão diferente quando é levada para longe do equilíbrio. Os lasers agitam a nanojunção tão fortemente que mudam completamente suas propriedades. Isso implica que nós podemos usar a luz para ajustar o comportamento da matéria,” disse o professor Ignacio Franco, da Universidade de Rochester, nos EUA.

Nanojunção é a interface entre o fio e o contato metálico.

Experimentos e simulações

Os primeiros experimentos nessa área foram feitos há vários anos, mas usavam fios moleculares feitos de uma cadeia linear de carbono conectados a contatos metálicos, formando junções em nanoescala. Ninguém conseguiu dar uma explicação razoável para o fenômeno.

A equipe do professor Franco começou então redesenhando o experimento, criando nanofios que suportam a energia do laser sem se queimar – foi por isso que eles usaram fios cerâmicos.

A possibilidade de repetir o experimento à exaustão permitiu desenvolver simulações computadorizadas para reproduzir o que estava acontecendo. Foram necessários quatro anos e milhões de horas de computação para mostrar que o laser afeta o alinhamento de nível entre o fio molecular e os contatos metálicos.

A corrente elétrica é gerada por um fenômeno chamado efeito Stark, no qual os níveis de energia da matéria são deslocados devido à presença do campo elétrico externo do laser.

“A teoria levou a um experimento que ninguém realmente entendeu, resultando em melhores teorias que agora levaram a melhores experimentos,” disse Franco. “Esta é uma área em que ainda temos muitas coisas para entender.”

Compartilhe a Verdade:


0 0 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:




Subscribe
Notify of
5 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Armando
21/10/2018 11:06 am

Muitas coisas ainda há para serem descobertas e suas aplicações.

Jucemar Mello
21/10/2018 9:25 pm

Novidades e mais novidades na tecnologia, só falta agora o cérebro da humanidade começar a funcionar direito para fazermos bom uso de todas essas novas e maravilhosas descobertas!

Josimar Lima
Editor
22/10/2018 7:01 am

Cada vez mais perto de tecnologias antes impossíveis. Que sejam aplicadas em favor de todos .

Douglas Ceron
Editor
22/10/2018 4:39 pm

Louvados sejam que sabem o que a Luz representa e lutam para defendê-la. HEil LUX!

João Pedro
20/12/2018 2:22 pm

Mais uma vez a luz provando seu valor na forma de lazer e gerando energia de uma forma rápida. Coisa linda. Luz pra nos!

Next Post

Empresa constrói estradas com plástico retirado dos oceanos

dom out 21 , 2018
Compartilhe a Verdade!Compartilhe a Verdade:Você provavelmente nunca refletiu sobre o assunto, mas o asfalto e o plástico são feitos do mesmo material. Sim, o petróleo é a base de ambos. Portanto, não seria genial se usássemos todo o plástico que está poluindo nossas cidades e oceanos para criar estradas ao […]

Siga-nos os bons

Ative o Sininho

Clique Aqui

Quem está online

José Ricardo Dos Santos
Jonathan Muniz

Você:

Teus Téritos bônus

0 Téritos

Selo

300 Téritos

People who have earned this:

error

Seja caminho para a Verdade

5
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas