Estratégias de manipulação midiática

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


O linguista estadunidense Noam Chomsky elaborou uma lista das “10 estratégias de manipulação” feitas através da mídia.

Tudo é energia e informação, e é o nosso discernimento entre essas informações que cria a realidade que experimentamos. Neste caso se há alguém manipulando essas informações, (nós aqui sabemos que há e são JUDEUS) esse alguém molda o mundo em que vivemos de acordo com seus propósitos. Reflita sobre estas estratégias e começará a reconhecer esses padrões sendo aplicados a todo instante para movimentar as massas.

 

1- A estratégia da distração.

O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundações de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir o público de interessar-se pelos conhecimentos essenciais geradores da vida. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja como os outros animais (citação do texto ‘Armas silenciosas para guerras tranqüilas’)”.

2- Criar problemas, depois oferecer soluções.

Este método também é chamado “problema-reação-solução”. Cria-se um problema, uma “situação” prevista para causar certa reação no público, a fim de que este seja o mandante das medidas que se deseja fazer aceitar. Por exemplo: deixar que se desenvolva ou se intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o mandante de leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade. Ou também: criar uma crise econômica para fazer aceitar como um mal necessário o retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços públicos.

3- A estratégia da gradação.

Para fazer com que se aceite uma medida inaceitável, basta aplicá-la gradativamente, a conta-gotas, por anos consecutivos. É dessa maneira que condições socioeconômicas radicalmente novas foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990: Estado mínimo, privatizações, precariedade, flexibilidade, desemprego em massa, salários que já não asseguram ingressos decentes, tantas mudanças que haveriam provocado uma revolução se tivessem sido aplicadas de uma só vez.

4- A estratégia do deferido.

Outra maneira de se fazer aceitar uma decisão impopular é a de apresentá-la como sendo “dolorosa e necessária”, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura. É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Em seguida, porque o público, a massa, tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “tudo irá melhorar amanhã” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isto dá mais tempo ao público para acostumar-se com a idéia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

5- Dirigir-se ao público como crianças de baixa idade.

A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discurso, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade, como se o espectador fosse um menino de baixa idade ou um deficiente mental. Quanto mais se intente buscar enganar ao espectador, mais se tende a adotar um tom infantilizante. Por quê? “Se você se dirige a uma pessoa como se ela tivesse a idade de 12 anos ou menos, então, em razão da sugestão, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como a de uma pessoa de 12 anos ou menos de idade.

6- Utilizar o aspecto emocional muito mais do que a reflexão.

Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional, e por fim ao sentido critico dos indivíduos. Além do mais, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar ideias, desejos, medos e temores, compulsões, ou induzir comportamento.

7- Manter o público na ignorância e na mediocridade.

Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. “A qualidade da educação dada às classes sociais inferiores deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que paira entre as classes inferiores às classes sociais superiores seja e permaneça impossível para o alcance das classes inferiores.

8- Estimular o público a ser complacente na mediocridade.

Promover ao público a achar que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto. (Muito comum nos dias atuais)

9- Reforçar a revolta pela autoculpabilidade.

Fazer o indivíduo acreditar que é somente ele o culpado pela sua própria desgraça, por causa da insuficiência de sua inteligência, de suas capacidades, ou de seus esforços. Assim, ao invés de rebelar-se contra o sistema que o sufoca, o indivíduo se auto desvalida e culpa-se, o que gera um estado depressivo do qual um dos seus efeitos é a inibição da sua ação. E, sem ação, não há revolução!

10- Conhecer melhor os indivíduos do que eles mesmos se conhecem.

No transcorrer dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência têm gerado crescente brecha entre os conhecimentos do público e aquelas possuídas e utilizadas pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento avançado do ser humano, tanto de forma física como psicologicamente. O sistema tem conseguido conhecer melhor o indivíduo comum do que ele mesmo conhece a si mesmo. Isto significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos do que os indivíduos a si mesmos.

 

Sem conhecimento somos reféns, com conhecimento tornamo -nos livres. Na liberdade encontramos Deus, em Deus encontramos a nós mesmos. Encontre-se quem quiser, pois a Fonte da Água Viva jorra para todos aqui/agora. Ninguém poderá manipular a simetria divina, pois ela é viva! ACORDE!

Luz p’ra nós.

Compartilhe a Verdade:


0 0 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Luis Carlos Van Haandel Leopoldino

Entre com:




Subscribe
Notify of
8 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Arlete Lima
29/10/2018 8:01 pm

Muito bom! Que pena que essa verdade ainda é pra poucos …..

29/10/2018 5:32 pm

Excelente artigo, irmão! Hoje em dia vemos claramente como são usadas essas estratégias de manipulação midiática. Ótimo compartilhamento!
Luz pra nós!

Douglas Ceron
Editor
29/10/2018 11:49 pm

Um artigo assim faz qualquer pessoa, mesmo que nunca tenha sequer cogitado esta possibilidade, analisar com cautela a clareza das informações!
Gratidão pelo post. É isso que a massa gentia precisa como base de estímulo para elevar o primeiro degrau de percepção perante a manipulação.
Luz pra nós!

Arthur Luighe
29/10/2018 8:27 pm

Sim, como a verdade nos liberta, então sem ela estamos presos. LUZ P’RA NÓS

Rafael
29/10/2018 8:41 pm

De 100 pessoas que entrasse em contato com essa matéria, acredito que mais da metade de seus leitores seriam capazes de compreender , como funciona esse mecanismo de manipulação midiática.
Esse é um ótimo post pra compartilhar 👍
Luz p’ra nós!

Raquel Broll
29/10/2018 11:36 pm

ótimo artigo para acordar a galera ai de fora, vou compartilhar- Gratidão luz pra nós !

Miryam Yoshiko
Admin
30/10/2018 7:45 am

Fica bem claro aqui nesta matéria as artimanhas psicológicas de que se utilizam as mídias, muito bem articuladas, nos jogando na cara como somos “hipnotizados” pelos donos do mundo, é revoltante!
Muito bom compartilhar para que todos possam entender como funciona essa engrenagem toda que passa despercebida e fazem a massa agir exatamente como marionetes. Valeu pela importante matéria irmão!
Luz pra nós! ✨🙏

Matheus Reis Carmesini
Editor
29/07/2020 9:29 pm

luz pra nós!

Next Post

Eu Mordi a Maçã: Capítulo 2 - Deus é o Sétimo dia

seg out 29 , 2018
Compartilhe a Verdade!Compartilhe a Verdade:Eu Mordi a Maçã: Capítulo 2 – Deus é o Sétimo dia Olá a todos. Segue a continuação da obra Eu Mordi a Maçã:       Capítulo 2   Deus é o Sétimo dia   Estas a meu serviço e me invejas! Se sabes de […]

Siga-nos os bons

Ative o Sininho

Clique Aqui

Quem está online

José

Você:

Teus Téritos bônus

0 Téritos

Selo

300 Téritos

People who have earned this:

error

Seja caminho para a Verdade

8
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas